5 anos de bolsa - começou a valer a pena!

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Amigos, eu não acredito muito em coincidências, mas tem horas que temos que observar e levar em consideração, nem que seja para reflexão.

A coincidência que quero relatar aqui é que esta semana faz exatamente 5 anos que comecei a investir diretamente em ações na bolsa de valores. As primeiras ações adquiridas foram VALE5 e BBAS3 no dia 24/08/2012. Acreditem ou não, nesta semana, com a subida recente da bolsa, pude observar o primeiro resultado positivo histórico da minha carteira de ações, descontada a inflação, levando em consideração a Taxa Interna de Retorno (TIR ou IRR na sigla em inglês).



Primeiramente quero recaptular de onde vem a tremenda coincidência. O primeiro motivador para que eu começasse a investir em bolsa, era, na época, a baixa taxa de juros, o que motivava a mídia a incentivar investidores e buscar métodos de investimento mais agressivos buscando melhores rendimentos que a tradicional (então em baixa) renda fixa.

Num certo dia nesta época, eu estava no aeroporto para uma viagem a trabalho para o Rio de Janeiro, me deparei na livraria com o livro Investimentos à prova de crise, do Marcos Silvestre, comentarista de finanças pessoais na rádio Band News FM. Eu devovei o livro no avião, durante minha estadia no RJ e no retorno a SP eu já tinha praticamente terminado.


Não estou recomendando o livro, pois é bem básico, mas me ajudou no começo
O livro é bem básico sobre finanças, juros e investimento, onde o Marcos explicava as opções de investimentos, falando que você tinha 3 opções:

- Poupança, que ofereceria potencial retorno esperado de até 0,10% ao mês (a.m.) de rentabilidade real (descontada a inflação)

- Renda Fixa, mais precisamente o Tesouro Direto, com rentabilidade real média de 0,30% a.m.

- Renda Variável (Ações) com rentabilidade real média, no longo prazo, de 0,60% a.m.

Nos investimentos em ações, ao que me lembro, ele dizia basicamente o seguinte, se você fizer aportes mensais em valores iguais, em uma carteira de 5 ações, diversificada em 5 setores diferentes, com as principais blue chips do mercado, comprando na alta e na baixa, você deverá obter o retorno real de 0,60% a.m. no prazo de 5 anos. (anota aí, CINCO ANOS!)

Bom, eu fiquei maravilhado com aquela informação. Inclusive o livro tinha um capítulo explicando como usar o home broker da corretora Ágora. Apesar de não ser a minha corretora, já dava uma boa noção de como a coisa funcionava.

Veja só, 5 anos depois, coincidência ou não, foi o prazo exato para a minha carteira entrar no positivo. Apesar de o meu retorno não ser o "prometido" no livro, de 0,60% real a.m., ao considerar que foi um dos períodos mais volateis da história da bolsa brasileira, incluindo eleição com reviravoltas, crise econômica, impeachment, Trump, caso JBS, etc, e que eu também não segui exatamente o que diz o livro (carteira de 5 ações comprando periodicamente com aportes identicos na alta e na baixa), entendo tudo isso como uma coincidência interessante, pois apesar de estar perdendo do CDI, finalmente a carteira está no azul, se comportando "próximo" ao que foi dito no livro.

Bom, desde Agosto de 2012 eu comecei comprando ações diretamente no Home Broker, e como pode ser acompanhado em partes neste blog, foram aportes com muita disciplina durantes TODOS os meses neste período, inclusive com reinvestimento de proventos e nesta semana, calculado pela taxa interna de retorno (TIR) o retorno líquido da carteira de ações* é de 0,58% ao mês (7,13% a.a.). Considerando a inflação média no período de 0,56% ao mês, ESTOU NO POSITIVO! (eu sei que isso perde do CDI, blá, blá, blá, então não precisa me lembrar disso nos comentários se não tiver algo novo a acrescentar).

Veja abaixo um gráfico que mostra os aportes mensais, o aporte acumulado e o saldo acumulado:

clique na imagem para ampliar
Os valores foram suprimidos, pois não divulgo valores da carteira, mas o eixo da esquerda apresenta os valores dos aportes e o eixo da direita os valores acumulados em proporções diferentes. É possível verificar ainda que, como todo investidor novato em ações (ou sardinha), eu comecei aportando muito forte em ações (a média dos 12 primeiros é muito superior aos outros períodos, e neste aspecto o timing não foi muito bom). Podemos ver ainda que desde 2016 a caiteira entrou no positivo, mas somente agora foi possível superar a alta inflação no período de 2012 pra cá.

Veja abaixo como foram os aportes ao longo do período comparado com o Ibovespa:

Clique na imagem para ampliar

Falando um pouco sobre o meu método de aporte, pode se verificar que é bem diferente do livro, pois os aportes foram bem variados. De 2013 para cá, segui uma metodologia que aumenta os aportes com a bolsa em baixa e diminui com a bolsa em alta (exceção mesmo ao deslumbramento de sardinha que ocorreu nos primeiros 12 meses). Minha avaliação é que o método atual é eficiente, apesar de acreditar que os aportes em valores iguais apresentem ainda menor risco. Não fiz as simulação, mas de uma forma visual, se eu tivesse feito aportes periódicos com valores iguais durante todo o período, talvez eu tivesse demorado menos para obter o retorno "positivo".

Parte do retorno "não tão positivo assim" também pode ser atribuido a escolhas erradas, tanto no início em que eu tinha uma parte da carteira para curto prazo, ou "trades", como ao longo do período com empresas não tão consistentes como Cosan, Abril Educação e até mesmo a Eternit que mantenho até hoje na carteira (em quarentena).

De 2012 pra cá muita coisa aconteceu, eu comecei este blog que conta com mais de 150 postagens desde 2013, lí muitos livros sobre finanças, incluindo O Investidor Inteligente, Investindo em Ações no Longo Prazo, livros sobre Buffett, sobre Peter Lynch, além de muitas informações úteis na blogosfera. Meu método de investimento foi sendo adaptado e hoje é praticamente o mesmo há pelo menos 3 anos. Hoje me sinto satisfeito com o aprendizado e o retorno que o investimento em ações tem me proporcionado, por isso pretendo continuar investindo em ações por muito mais tempo.

Bom pessoal, espero que tenham gostado desta retrospectiva.

*Tenho também alocação em renda fixa, mas a carteira com a rentabilidade gerenciada e compartilhada aqui no blog é apenas a carteira de ações, uma vez que o propósito principal do blog é o estudo de investimento no mercado de ações.

Importante:
Este material tem propósito meramente informativo. Não consiste em recomendação financeira ou estratégica para investimentos. Para saber mais sobre as opções de investimento e receber recomendações, procure uma instituição financeira com profissionais habilitados.

29 comentários

  1. EI, você fez investimento em ações focado no longo prazo.
    Quem investe em ações ou fundos de ações no curto prazo, coisa de 1 ou alguns meses não pode ser em alguns casos mais vantajoso que esses investimentos de anos a fio?

    Sei que é arriscado, mas pode valer muito apena aportar quantias elevadas de dinheiro como 30, 40k numa determinada ação até ganhar algo entre 5 e 10% de ganho real. Já é alo muito acima da Renda fixa. Além do mais ganhar entre 1.5k a 3, 4K/mês já é maior que o salário de muita gente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anonimo, pode ser mais vantajoso se você acertar qual ação vai subir na hora certa. O problema é que ter uma boa bola de cristal.
      No meu caso, cada vez que compro um papel, parece mágica, ele cai, rs
      Eu não tenho estomago para trade, nem recomendo ninguém seguir isso, pois pode sair bem machucado.
      Abraços

      Excluir
  2. Fala EI,

    Comecei errand um pouco também, sou mais novato na bolsa, apenas 2 anos e 1 mês que mudei a minha cabeça e comecei a comprar pensando em segurar, ser buy&hold.

    Antes disto, eu era “trader”, era só prejuízo no final das contas, e eu entrava, e saía da bolsa, ficava uns meses e após voltava com 10K, pra sair com 8K de novo e assim por diante.

    Hoje meu método, se é que posso chamar assim é bem tranquilo e me passa confiança.

    Acho que no seu caso é a mesma coisa: Você encontrou o método que te deixa tranquilo pra investir.

    No final das contas é isto que vale.

    Bater ou não CDI, pouco importa. O importante é você saber o que faz, ter tranquilidade, paciência, e acumular um montante que permita ser livre financeiramente.

    Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VDC, pois é, no começo ficamos deslumbrados com a possibilidade de altos ganhos na bolsa. Eu me achava o mais esperto do mundo e não tinha como errar, até os primeiros tombos aparecerem.
      Hoje sigo a metodologia B&H com alocação de ativos. Tenho feito aportes periódicos por muito tempo (além deste período na bolsa) o que já me garante uma parte significativa da IF.

      Estou acompanhando seu retorno às ações, e como comentei lá, fiquei um pouco preocupado com algumas coisas que escreveu. Esqueça este negócio de comprar na hora certa ou não, siga o plano e foque em valor. Uma empresa precisa ter valor e é isso que tem que prestar atenção. É inevitável não sermos influenciados pelas cotações, mas se esforce para diminuir esta influencia.

      Sobre o CDI, temos que olhar no longo prazo pelo menos para ter uma ideia. Se não bateu o CDI, paciência, pois não dá pra mudar radicalmente para tirar o atraso, mas temos que constantemente avaliar para corrigir possíveis desvios de rota.

      No meu caso sigo bastante confiante.

      Abraços

      Excluir
  3. Olá E.I

    Legal a retrospectiva! Eu comecei pra valer na bolsa em 2013. Escolhi a Ambev e todo santo mês comprava um pouco dela. Como ela não saiu do lugar de lá até aqui, se eu apurar a rentabilidade real devo estar tomando uma surra do cdi rs

    Por outro lado foi bom por eu ganhar disciplina. Antes de 2013 eu não conseguia ficar mais que 1 mês com uma ação. Vergonhoso eu sei...

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Inglês,
      Que bom que gostou. Eu não tenho tido muita paciência para posts longos como esse, mas depois que concluímos é bacana ver o resultado, e isso já está me dando outras ideias de simulação.

      Sobre Ambev, eu também comecei a comprar em 2013. As compras são pelo método de alocação de ativos, portanto não são tão frequentes. Contabilizei 10 aportes em Ambev, o que dá mais ou menos 1 a cada 4-5 meses nestes 4 anos.

      Meu preço médio, considerando o reinvestimento de proventos na própria Ambev é de R$ 15,82 e hoje ela está custando R$ 19,71. Isso dá um ROI de 24,5% total bruto, o que não significa muita coisa para analisarmos a rentabilidade.

      Olhando pelo aspecto do TIR, o retorno é de 0,68% a.m. líquido, já se considerarmos a inflação, o retorno real é de 0,11% a.m. Não perde para a inflação, mas fica próximo aos 0,10% a.m. real da poupança.

      Vai aparecer um monte de gente aqui falando "Eu não disse que preço importa, bla, bla, blá? e que Ambev é cara ...". Em partes a turma tem razão, mas temos que pensar que estamos comparando a rentabilidade com um dos piores periodos da economia brasileira. Uma empresa de consumo como a Ambev é lógico que iria sofrer. Precisamos acompanhar mais alguns anos para ver se o lucro volta para patamares históricos.

      Abraços

      Excluir
    2. O meu preço médio está bem parecido com o seu (R$15,11) . E concordo com você esse período analisado foi bem louco (cito o impeachment dentre os diversos casos).

      Vamos ver o que ela nos reserva para os próximos 5 anos..

      Excluir
    3. Inglês, acho que 10 anos é um bom período para a Ambev mesmo. Vamos ver!

      Abraços

      Excluir
  4. Grande EI,

    Parabéns pelos resultados meu caro! Você é um dos maiores exemplos da nossa blogosfera financeira.

    Contudo, porém, todavia, só está faltando uma coisa para a sua carteira de ações ficar ainda melhor. Ações americanas, meu caro!

    Eu, o VD, o BPM, o II, e tantos outros, estamos esperando você na NYSE, rs.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. IL, obrigado pela mensagem.
      Realmente faltam ações no mercado americano, mas fico pensando no trabalho para controlar isso. No momento tenho uma grana depositada na minha conta, parado, no Wells Fargo, serve como hedge cambial.
      Quem sabe um dia eu decida olhar as ações americanas, dicas não faltam.

      Abraços

      Excluir
    2. Aí IL uma hora espero eu teremo a ilustre presença dele lá também

      Começa aí devagar que vc vai ver que é mais simples e fácil do que a bovespa

      Excluir
  5. Agora sim, EI.

    Estou em outro país, com internet sofrível e escrevendo do celular, mas sua volta à blogosfera vale o comentário. Neste longo post deu para tirar o atraso dos últimos meses, hein, rs. Vamos ver se faço um comentário à altura.

    Coincidentemente, comecei a investir em ações também em 2012 (creio que em outubro), porém me encontro em uma fase da vida bem diferente da sua. Comecei com aportes medíocres, e também com uma estratégia bem diferente. Quando comprei a primeira ação, já havia lido alguns livros básicos de finanças e um livro do Lynch, um do Ken Fisher e um do Buffet. Como pode-se imaginar, estava me achando o mago do valuation e investi por quase dois anos mensalmente em apenas duas small caps com indicadores muito bons e baixíssima liquidez. Dei muita sorte, não sabia o risco que estava correndo com tal agressividade.

    Por volta do terceiro ano me toquei que era estupidez pagar de novo Luiz Barsi e comecei a diversificar meu portfólio, sempre em small-value caps. Importante lembrar: nunca apliquei nada em renda fixa, rs. Ao mesmo tempo, voltei com agressividade nas leituras e acabei cometendo um erro grave, comprando uma empresa que "micou". Esse erro me custou uns 20% do patrimônio na época, mas me ensinou uma lição. De lá para cá, evolui assustadoramente minha estratégia e hoje olho para trás e vejo quase como loucura o que eu fiz no início, mas acabou dando certo, e acho que no acumulado estou razoavelmente acima do CDI e do Ibovespa (apesar de não ter medido a rentabilidade Desde o início).

    De qualquer jeito, e a despeito de minha sorte de principiante, minha conclusão é idêntica à sua: pouco me importou o resultado destes cinco anos iniciais, o que realmente valeu a pena foi o aprendizado. Como você, me sinto extremamente seguro, sereno e confiante com minha atual estratégia, e creio que agora sim estejamos preparados para enfrentar o verdadeiro longo prazo. Claro, nunca esquecendo que temos sempre de aprender e evoluir, e ser humildes perante os inúmeros fatores que simplesmente não podemos controlar.

    Muito bom ler novamente um post diligente de vossa excelência! Espero que finalmente volte à frequência habitual.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PM, muito obrigado pela atenciosa mensagem, sobretudo estando em viagem!

      Começamos mais ou menos na mesma época mesmo, e é normal nos acharmos os super-herois do da bolsa quando começamos, imaginando que achamos a fórmula mágica do enriquecimento. De fato você adotou uma postura muito mais agressiva e arriscada que a minha e ainda bem que não se machucou tanto.

      Como escrevi no post, também evoluí minha metodologia e acredito muito na diversificação e na passividade, o que tem me deixado bastante satisfeito. Em um determinado momento entendi também que uma estratégia muito agressiva em RV seria demasiadamente arriscada, o que me vez ir com mais força para a Renda Fixa (TD), apesar dos aportes regulares na RV. De fato, em investimentos, quanto mais monótono melhor.

      O lance do aprendizado é realmente o mais importante (estar aprendendo sem ter pago muito caro por isso). Vejo a carteira performando bem em termos de rentabilidade, mas ainda mais importante, em termos de valor das empresas, que pode ser verificado na análise trimestral dos balanços e também no pagamento de proventos. Das empresas da atual carteira, apenas a Eternit realmente me parece um caso perdido. Ainda bem que ciente dos riscos, sempre mantive um pé atrás e uma postura conservadora (pouca alocação).

      Não sei se conseguirei voltar para a frequencia habitual, mas espero poder contribuir com informações mais relevantes que a atualização mensal.

      Forte abraço!

      Excluir
  6. EI, estamos no caminho. O seu patrimônio nunca esteve tão abaixo dos aportes acumulados como na início de 2016 e no mesmo ano já reverteu até chegar nos dias atuais ganhando da inflação. Fica claro que o tempo vai trabalhar a favor de sua carteira. "Renda variável varia". É difícil aceitar o lado negativo disso no começo dos nossos investimentos, mas o tempo é o senhor da razão.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sequoia, realmente acredito estar no caminho certo. O início de 2016 foi um período muito difícil e manter a calma, acreditando na estratégia, foi duro mas um grande aprendizado.
      O comportamento da carteira tem sido bem dentro daquilo que eu esperava, portanto parece que o tempo vai mesmo trabalhar a meu favor. Achei importante fazer este registro histórico com 5 anos e espero continuar fazendo no futuro, de forma que esta experiência seja útil para outras pessoas.
      Abraços

      Excluir
  7. Investimento em ações são para longo prazo

    Ao ler esses grandes livros,agora voce é um investidor muito melhor e bem mais experiente do que quando começou, com o passar do tempo vai lucrar mais

    Abraço e bons investimentos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DIL,
      É isso aí, o ponto é que o "longo prazo" está chegando (5 anos é longo prazo?), e com isso os resultados começam a ficar mais previsíveis, acredito que com 10 anos (ou até 20, se estivermos ainda neste planeta), as coisas vão ficar ainda mais claras.
      Seguimos acompanhando.
      Abraços

      Excluir
  8. Você comemorando 5 anos de Bovespa, e eu 10.

    Nessas horas a gente percebe que o tempo não passa, ele voa...rs

    Parabéns pela marca e pelo resultado, EI!

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LDL, 10 anos, puxa, que beleza. Parabéns! O fato é que de 2007 pra cá as turbulências foram bem forte, mas o fato de estar aqui já é uma vitória.
      Eu gostaria muito de entender um pouco mais de importante histórico, se puder compartilhar.
      Abraços

      Excluir
    2. São os heróis da resistência, rs
      Abraço!

      Excluir
    3. Boa Uó, que bom que apareceu aqui.
      Abraços

      Excluir
  9. EI, é isso aí! Com disciplina chegamos lá!

    A comparação com CDI é algo importante, mas mais importante é ter um plano e segui-lo diligentemente. Quem não começa, nunca alcança.

    Abraço e contínuo sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo André, disciplina é algo que acredito muito como a receita para o sucesso, quem qualquer assunto relacionado a um desejo.
      Seguir o plano é fundamental, pois as pessoas normalmente planejam muitas coisas e mudam radicalmente ao primeiro sinal de desvio. Acho engraçado gente pregar, por exemplo, que vai seguir comprando ações na alta e na baixa, mas quando cai não tem culhão para continuar comprando e simplesmente acha melhor mudar o plano.
      Desejo sucesso para você também.
      Forte abraço!

      Excluir
  10. Parabéns por ter estudado, ter um método bem definido e a disciplina necessária para seguí-lo. Te garanto que você faz parte de um grupo muito pequeno (eu chutaria menos de 1%) que tem estas características. Lembre-se que batendo consistentemente o CDI você estará na frente de muito gestor profissional que ganha uma fortuna através das taxas de administração.
    Abraços

    ResponderExcluir
  11. EI,

    Parabéns pela disciplina que o trouxe até aqui, ainda vivo na corrida pela IF. Mais importante do que ter batido ou não CDI é ter guardado dinheiro todo este tempo, investindo em ativos que tem valor.

    Que venham os próximos 5 anos!
    Abraço

    ResponderExcluir
  12. Parabéns pelo resultado EI vc inspira muitos de nós e continue com o bom trabalho aqui é que venham os próximos 5 anos kkkk

    ResponderExcluir
  13. Parabéns pelo resultado
    Mais eu não consigo entender a diferença entre investir em valor e rentabilidade
    Nós não investimos para ter rentabilidade?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Willian, veja, o objetivo da RV, no final das contas, é ter uma rentabilidade no longo prazo superior a investimentos de menor risco como a RF.
      O problema é que a rentabilidade é uma medição dentro de um prazo determinado. Quando você investe em valor, você não tem como garantir que em um determinado periodo você terá a rentabilidade desejada, mas se o ativo continuar com valor, é possível que em algum momento seu "preço" se ajuste ao valor e aí sim a rentabilidade virá.
      Veja um exemplo, você compra um imóvel, em uma área boa da sua cidade, este imóvel tem valor, se a área continuar boa, seu valor, em geral é preservado, mas podem acontecer outras coisas, como por exemplo lançarem outros empreendimentos comerciais, haver uma reformulação no plano diretor, e com isso seu imóvel se valorizar ainda mais, porém pode acontecer o inverso e aparecer uma favela ou construirem uma via expressa ao lado do seu imóvel e com isso ele perde valor.
      O importante é você investir no valor e não esperando a rentabilidade, pois a rentabilidade é uma especulação do que pode acontecer no futuro (a menos que você tenha informações "inside" exclusivas).
      É mais fácil (ou menos difícil) você avaliar o valor atual de um item do que especular sobre o valor futuro, pois existem muitas variáveis não controladas no futuro.
      Espero que tenha me feito entender.
      Abraços

      Excluir
  14. Com demanda urgente e alta de Rajarajeswari Medical College e Hospita. Como temos muitos pacientes que estão aqui para transplante de rim, você está procurando uma oportunidade para comprar ou vender seu rim por dinheiro devido a fins financeiros, nós compramos um rim em um valor máximo de $ 850,000.00USD. Meu nome é Dr.S.J.Hari Darshan, eu sou um Nephrologist GEN.SURG no Rajarajeswari Medical College and Hospital. Nosso hospital especializado em cirurgia geral e outro tratamento de órgãos, também lidamos com a compra e transplante de rins com um doador vivo e saudável. Estamos localizados na Índia, Turquia, Nigéria, EUA, Malásia, Reino Unido. Se você está interessado em vender seus rim, entre em contato conosco via e-mail: rajarajeswarimedicalcollegeplc @ gmail.com, ou rajarajeswarimedicalhospital@yahoo.com.

    ResponderExcluir

 

Seguir por e-mail

Posts Populares

Blogs Favoritos

Estatísticas